30.10.09

Cachê de R$ 8 mil pago a Maisa gera revolta em São José dos Campos



A garota-prodígio de Silvio Santos continua causando polêmica. Dessa vez, porque a Prefeitura de São José dos Campos, interior paulista, pagou um cachê de R$ 8 mil para a apresentadora do SBT comparecer a um evento em homenagem ao Dia do Servidor Público, na quarta-feira (28).

Segundo o Jornal Folha de São Paulo, a reclamação é justificada, com base no uso de dinheiro público para contratar a artista-mirim. O Sindicato dos Servidores criticou o Prefeito Eduardo Cury pela atitude e vereadores da oposição cogitam levar o caso ao Ministério Público.

O jornal ouviu a prefeitura, que explicou que Maisa permaneceu por três horas no evento e reuniu 800 pessoas. Ao lado do prefeito, a menina de sete anos participou de um culto ecumênico e, ao microfone, falou aos servidores. Em seguida, tirou fotos e deu autógrafos.

A assessoria da Prefeitura de São José dos Campos informou à publicação que a contratação de Maisa foi decidida após uma "consulta informal" com servidores, que a escolheram. E que o cachê exigido inicialmente pelos empresários dela era ainda maior: R$ 15 mil. Mas que o valor foi reduzido, após negociação.

Ainda segundo as justificativas da prefeitura, a presença de Maisa no evento "refletiria bom exemplo para os funcionários públicos e uma mensagem de sucesso". A apresentadora, mirim, que apresenta o programa infantil Sábado Animado no SBT, já morou na cidade. Hoje, ela reside em São Paulo.

Os que discordam do cachê afirmam:

"É um gasto absurdo! Para nós, (o pagamento) foi uma violência aos cofres públicos", disse a diretora do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal, Zelita Ramos.

O vereador Wagner Balieiro, que faz oposição a Cury, também reclamou e quer encaminhar um pedido para que o Ministério Público investigue o caso.

"É legítimo e importante homenagear os servidores públicos. E não temos nada contra o trabalho da menina. Mas, acredito que existem maneiras melhores para se prestar essa homenagem", disse o vereador.

A Folha tentou ouvir os empresários e a família da apresentadora, mas o SBT informou que eles não se pronunciariam sobre o caso.

0 comentários:

Postar um comentário

Visitas

Pessoas no blog

Promoção

Tecnologia do Blogger.