5.11.09

Maitê Proença perde pensão de R$ 13 mil deixada pelos pais


O saldo mensal de Maitê Proença sofrerá uma baixa considerável. Segundo a coluna de Mônica Bergamo, do Jornal Folha de S. Paulo, a atriz deixará de receber duas pensões, que totalizavam cerca de R$ 13 mil mensais e foram suspensas pelo Governo de São Paulo. A atriz recebia, há anos, esses benefícios herdados de seus pais, o procurador de Justiça Carlos Eduardo Gallo e a professora Margot Proença, ambos mortos. Ainda segundo a coluna, o SPPrev, órgão previdenciário do Estado, entendeu que ela perdeu o direito por ter sido casada com o empresário Paulo Marinho.

A gota d´água para que Maitê perdesse as pensões foi o fato de o SPPrev adotar como prova um texto da biografia de Maitê, em seu site oficial. Nele, ela conta ter formado "uma família linda", nos 12 anos em que viveu com Marinho (com quem teve a filha Maria), o que caracterizaria seu relacionamento com o empresário como uma "união estável".

À coluna, Maitê reclamou da decisão: "Eles não podem cancelar um dinheiro que já foi pago. São pensões que meus pais pagaram a vida inteira, deduzidas do salário deles, para que eu recebesse. Não existe justificativa para suspender. Não sei por que eles resolveram entrar com isso agora".
A atriz irá recorrer da decisão, através de seu advogado Rafael Campos.

0 comentários:

Postar um comentário

Visitas

Pessoas no blog

Promoção

Tecnologia do Blogger.